Jazz Café

Tributo a K-Ximbinho por Nailor Proveta

quinta | 27_04 21h


standards

dancante

Homenagem especialíssima de Proveta a K-Ximbinho na semana em que se celebra o Choro! 
Proveta e K-Ximbinho, ambos clarinetistas, saxofonistas, vindos do interior de seus estados para a capital, com um pé na tradição e outro no futuro, com grande interesse e prazer no conhecimento e interessados em expandir horizontes, o encontro de Nailor “Proveta” Azevedo e Sebastião “K-Ximbinho” de Barros estabelece, com décadas de distância, uma solução de continuidade num trabalho que continua ousado e inovador. 

Com um time de craques formado ainda por Odésio Jericó (trompete), Josué dos Santos (sax tenor), Jorginho Neto (trombone), Edu Ribeiro (bateria), Carlos Roberto (piano) e Sidiel Vieira (baixo), o grupo revisita as composições de K-Ximbinho tentando preservar a mesma ousadia e o mesmo frescor com que foi apresentado há 4 décadas atrás. 

O dia do Choro é celebrado no dia 23 de abril na data de aniversário do Pixinguinha, compositor, orquestrador, flautista e saxofonista. 

Noite para celebrar o choro, o jazz e a gafieira, com direito a espaço para todos.

Com Nailor Proveta (sax e clarinete), Odésio Jericó (trompete), Josué dos Santos (sax tenor), Teco Cardoso (sax e flauta), Jorginho Neto (trombone), Edu Ribeiro (bateria), Carlos Roberto (piano) e Sidiel Vieira (baixo).


Entrada: R$35

1° set: 21h 2° set: 22h30

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

Próximos Shows:

sexta | 28_04 22h

Edmundo Carneiro convida Michel Freidenson, Rubinho Antunes, Nadiluz e Marcelo Filizola

O percussionista Edmundo Carneiro, músico de renome internacional, de passagem pelo Brasil virá ao JazzB juntamente com Michel Freidenson (piano), Rubinho Antunes (trompete), Nadiluz (baixo) e Marcelo Filizola (bateria) apresentar suas composições, alguma delas presentes no álbum recém-lançado ‘‘THE HANDS – Brazilian Essence’’. O mestre incontestável dos ritmos ‘lounge’ nos brinda com obras originais de raízes profundamente brasileiras, mas com uma linguagem cosmopolita. 

Desde 1988, Edmundo Carneiro multiplicou colaborações e parcerias musicais e se apresentou em mais de 66 países ao lado de artistas como Seu Jorge, Tânia Maria, Monica Passos, Chucho Valdes, Johnny Clegg, Robin di Maggio, Betina B, Brad Scott, Ray Lema, M, Axel Bauer, Arthur H e Jacques Higelin. Transitando com grande maestria e naturalidade da música clássica, ao jazz e à música eletrônica, Edmundo imprime seu estilo único ‘électro chic’ na música de grandes nomes da cena internacional, como Saint-Germain, Next Evidence, Charles Schilling, Stéphane Pompougnac, ou ainda Bob Sinclar.

‘Mais do que um percussionista, Edmundo Carneiro é um feiticeiro’, Maria de Medeiros

Com Edmundo Carneiro (percussão), Michel Freidenson (piano), Rubinho Antunes (trompete), Nadiluz (baixo) e Marcelo Filizola (bateria).


Entrada: R$35

1° set: 22h 2° set: 23h45

sábado | 29_04 12h30

‘Revoada’ | Fê Lelot Música para Crianças | Part. Especial Cris Bosch

Um brunch para famílias com bebês e crianças pequenas ao som de um jazz de primeira! Na casa, toda a infraestrutura para receber os pequenos ouvintes: show com volume reduzido, banheiro com trocador, tapetes no chão e muito mais. Traga seu filhote para degustar boa música desde cedo!
Depois do lançamento online do disco ‘Revoada’ e de uma turnê pela Europa levando não só o show do disco como também oficinas, o grupo Fê Lelot Música para Crianças está de volta e faz a segunda apresentação do disco no Brasil e contará ainda com a participação especial da cantora Cris Bosch.
‘Revoada’ é o primeiro CD do grupo e tem como tema principal os diferentes tipos existentes de passarinhos e as particularidades poéticas que cada um deles pode ter - suas cores, cantos, voos e habitat. Livremente inspirado nas poesias de Manoel de Barros e no canto real dos pássaros que vivem no campo e nas grandes cidades, todas as faixas trazem diferentes instrumentos de sopro, de corda e de percussão para despertar a imaginação dos pequenos. O CD mistura canções inéditas, músicas do cancioneiro popular, cantigas de roda e cantos de trabalho. 
A sonoplastia passeia por múltiplas e distintas possibilidades sonoras: é possível perceber sons de folhas, de árvores, do vento mas também de buzinas e de motores, por exemplo. Nada em ‘Revoada’ segue o caminho da obviedade e de maneira lúdica e inteligente o álbum provoca o imaginário criativo da criança a construir os seus próprios significados. O objetivo é fazer com que cada criança invente a sua própria maneira de ser pássaro, ou seja, de voar à partir das asas da criação, do sonho e da fantasia. 

Com Fê Lelot (voz, flauta/sax), Flavio Vasconcelos (violões e voz), Felipe Souza (baixo e cavaquinho), Bianca Predieri (bateria) e André Belizario (percussão). 


Entrada: R$25 (adulto) | 11 a 15 anos: R$ 12,50 | Até 10 anos: gratuito

sábado | 29_04 21h

Tributo a Charlie Parker por Hector Costita Quarteto

O saxofonista norte-americano Charlie Parker (1920-1955) foi sem dúvida um dos mais importantes e influentes saxofonistas e jazzistas da década de 1940 e nós não poderíamos deixar de prestar nossa homenagem a esse grande artista! Para embarcar conosco nessa empreitada convidamos um saxofonista à altura de Parker: Hector Costita! O quarteto, formado também pelo guitarrista Joseval Paes, pelo contrabaixista Itamar Collaço e pelo baterista Lelo Izar, apresentar composições de diversas épocas de Charlie.
Hector Costita nasceu em 1934 em Buenos Aires (Argentina). Aos 13 anos começou a estudar clarinete. Aos 18 anos Hector começou a tocar saxofone, influenciado por Lalo Schifrin, que o convidou para compor sua banda em 1954. Na segunda metade dos anos 50, Costita mudou-se para o Brasil e, desde então, tem contribuído muito para o desenvolvimento e divulgação da música brasileira. Hector Costita tocou e gravou com diversos músicos ao longo de sua carreira, como Lalo Schifrin, Manfredo Fest, Sérgio Mendes, Zimbo Trio, Hermeto Pascoal e Elis Regina.
Fundador do estilo bebop ao lado de outros músicos dos EUA, Charlie Parker contribuiu para a expansão do sentido até então empregado para melodia, ritmo e harmonia. Várias das concepções de Parker tornaram-se standards do repertório do jazz e são amplamente tocados ao redor do mundo ainda hoje. Parker foi figura-chave no desenvolvimento conceptivo do jazz como um artista descompromissado e intelectual, ao invés ocupar o lugar de apenas um entretenedor popular. Por várias vezes, Parker fundiu o jazz com outros estilos musicais, do clássico à música latina, abrindo um caminho seguido mais tarde por outros tantos músicos de todo o mundo.
Com Hector Costita (saxofone), Joseval Paes (guitarra), Itamar Collaço (contrabaixo) e Lelo Izar (bateria).


Entrada: R$35

1° set: 22h 2° set: 23h45

terça | 02_05 21h

Tributo a Jimmy e Doug Raney | Fernando Corrêa, Igor Bollos, Mario Andreotti e Percio Sapia

O guitarrista de destaque na cena paulistana Fernando Corrêa e seu filho Igor Bollos virão ao palco do JazzB homenagear dois guitarristas de jazz importantíssimos: Jimmy Raney e seu filho Doug Raney.

Jimmy e Doug tocaram e gravaram juntos com bastante frequência. Nascido em 10927, Jimmy Raney é um dos maiores guitarristas da história, embora pouco conhecido pelo grande público. Parte desta obscuridade se deu por não gostar de viagens e longas turnês, mas é considerado uma lenda do jazz. Tocou em diversas formações, inclusive com Stan Getz, Red Norvo Trio e Artie Shaw Orchestra. Seu filho, Doug Raney, teve uma carreira prolífica também, tocando com nomes como Chet Baker, George Cables, Joey DeFrancesco, Kenny Drew, entre outros e estabeleceu seu nome como um dos importantes guitarristas de jazz. 

Jimmy e Doug gravaram os álbuns ‘Stolen Moments’, ‘Duets’ e ‘Raney ‘81’. A respeito essa dupla, o crítico de jazz Scott Yanow, da AllMusic, afirma que "os guitarristas se misturam muito bem, e muitas vezes não se sabe quem está solando - os resultados deveriam encantar os fãs da guitarra clássica moderna".


Ao lado de Fernando e Igor, para relembrar a parceria de Jimmy e Doug, estarão o baixista Mario Andreotti e o baterista Percio Sapia.

Com Fernando Corrêa e Igor Bollos (guitarras), Mario Andreotti (contrabaixo) e Percio Sapia (bateria).


Entrada: R$

1° set: 21h 2° set: 22h30

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

quarta | 03_05 21h

Tributo a Billie Holiday por Alba Santos

A voz pungente de Billie Holiday (1915-1959) ainda é considerada uma das maiores vozes de jazz de todos os tempos e muitas de suas canções ainda são lembradas de maneira tão viva como em décadas atrás quando ela estava no auge de sua carreira. Em 7 de abril foi o 102º aniversário de nascimento da cantora. Para homenageá-la, a cantora espanhola residente no Brasil, Alba Santos, vem ao JazzB trazer um show especial em tributo à diva do jazz.

Eleanora Fagan, seu nome de batismo, cresceu em Baltimore na década de 1920 e durante a adolescência aprendeu cantando junto com discos de Bessie Smith e Louis Armstrong. Quando sua mãe, Sadie Fagan, mudou-se para Nova York em busca de um emprego melhor, Billie foi com ela e passou a cantar nas obscuras casas noturnas do Harlem. Apesar de nunca ter tido qualquer formação técnica e mesmo nunca ter aprendido a ler música, Holiday tornou-se rapidamente uma participante ativa no que era então uma das cenas de jazz mais vibrantes do país.

Aos 18 anos, Billie foi descoberta por John Hammond e gravou seu primeiro disco como parte de um grupo de estúdio liderado por Benny Goodman. Holiday começou a trabalhar com Lester Young em 1936, que deu seu famoso apelido de "Lady Day". Quando Holiday se juntou a Count Basie em 1937 e depois a Artie Shaw em 1938, ela se tornou uma das primeiras mulheres negras a trabalhar com uma orquestra de homens brancos.

No repertório temas como The man I love, Sophisticated Lady, Good Morning, Heartache, entre muitos outros! 

Com Alba Santos (voz), Ricardo Castellanos (piano),  Thiago Alves (baixo) e  Fernando Amaro (bateria)


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

sexta | 05_05 22h

Tim Snider com participação especial de Caio Andreatta

Depois de dois anos do lançamento do álbum In Brazil e muitas turnês e viagens pelo mundo, o violinista Tim Snider e o baterista Caio Andreatta se encontram novamente, em um show inesperado, com participação ainda do flautista Josemir Melo, no JazzB! 

Tim Snider e Caio Andreatta se conheceram em São Paulo, onde se tornaram grande amigos e decidiram embarcar juntos em um novo projeto, que resultou no álbum In Brazil. O disco atribuiu-se ao encontro de mentes musicais que partiram de dois pontos distantes, quase 12 mil km e contou com a participação de renomados músicos do cenário brasileiro, como o talentoso baterista Cláudio Andreatta, e grandes nomes internacionais como a incrível cantora Saeeda Wright, que fazia parte da banda do Prince, e Max Ribner na flugelhorn, da banda Nahko and Medicine for the People. 

Tim Snider reside atualmente em Santa Monica, California. Nascido em Reno, Nevada, seus cabelos ruivos, energia de sobra e sua cativante conexão com sua maior paixão, o violino, são suas marcas registradas. Tim começou a estudar violino aos 3 anos de idade, quando também iniciou sua exploração por diferentes instrumentos e estilos musicais. Realizou turnês em Cuba, América Central e do Norte, Europa, Austrália e Nova Zelândia, e acompanhou Michael Franti, Robert Randolph, the Avett Brothers, and Stell pulse. Tim tem viajado pelo mundo a banda Nahko and Medicine for the People.

O músico paulista Caio Andreatta nasceu em uma família de músicos. Seu pai é um talentoso baterista e o presenteou com uma bateria feita sobre medida no seu primeiro aniversário. A partir de então, Caio foi experimentando e se recriando dentro da música, montando sua primeira banda aos 13 anos. Seu atual projeto, o trio Capela, é conhecido nacionalmente por suas letras poéticas e excelentes arranjos musicais. Capela divulga hoje seu trabalho mundialmente contando com apariçōes televisivas, como no show do Canal Sony Breakout Brasil, além de ter participado de grandes eventos como Brazilian Day em San Diego, California, Rock in Rio, e esse ano South bySouthwest em Austin, Texas.

Snider e Andreatta complementam-se com seus estilos únicos e suas impressionantes habilidades e talentos musicais e transportarão o público a um lugar musical hipnotizante.

Com Tim Snider (violino), Caio Andreatta (violão e bandolim) e Josemir Melo (flauta)


Entrada: R$35

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

terça | 09_05 21h

Conrado Paulino Quarteto

A excelente combinação do repertório e dos ritmos brasileiros com a linguagem jazzística, além do fato pouco comum de ter o violão como instrumento líder, faz do Conrado Paulino Quarteto um dos grupos mais interessantes e criativos do cenário atual. Sua sonoridade original equilibra balanço brasileiro, leitura harmônica moderna e grande abertura para a improvisação, tornando acessível para todos os ouvintes a sua sofisticada música. 

O grupo paulista, em atividade desde 2001, é integrado por Conrado Paulino (violão, composições e arranjos), Debora Gurgel (piano e flauta), Marinho Andreotti (contrabaixo) e Percio Sapia (bateria). No repertório estão presentes temas como “Doralice” (Caymmi), “A felicidade” (Jobim), “Choro Bandido” (Edu Lobo) e composições do próprio Conrado, como a valsa “Isabel”, o baião "Salada Nordestina” e o samba-choro “Samba da Catalina”. 

‘Quatro Climas’, o mais recente CD do grupo, foi lançado em 2015 pela Tratore e tem o aval de Dori Caymmi e André Mehmari, cujos elogiosos textos figuram na capa. O álbum teve ótima acolhida nos meios especializados, ganhando resenhas elogiosas nos principais jornais do país, assim como em sites de música do Brasil, USA e Japão. 

Com Conrado Paulino (violão, composições e arranjos), Debora Gurgel (piano e flauta), Marinho Andreotti (contrabaixo) e Percio Sapia (bateria). 


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

quarta | 10_05 21h

Manu Cavalaro | Lançamento do CD ‘Cantora Não!’

A cantora Manu Cavalaro que busca explorar a voz como um instrumento e que esteve no ranking dos 12 discos mais vendidos no Brasil pela distribuidora Tratore no ano de 2010 com seu álbum ‘Terra Brasileira’ com canções de Cristina Saraiva, apresenta-se pela primeira vez no JazzB. 

Após seis anos de imersão no universo da composição e experimentação, a cantora lança seu primeiro disco autoral ‘Cantora Não! ‘fazendo um convite ao público disposto a vivenciar uma experiência musical que caminha na contramão da ideia de “cantora” sempre cheia de estereótipos, buscando romper os rótulos e transpor a suposta linha que separa a cantora da instrumentista.

As composições e os arranjos do disco bebem da fonte da “música universal”, termo encontrado por Hermeto Pascoal para designar a diversidade presente na música sem fronteiras por ele executada. Ora canções, ora instrumentais, as músicas que compõem o álbum são ricas em qualidade harmônica, melódica e rítmica. Salomão Soares (piano), Franco Lorenzon (contrabaixo), Fabio Leal (guitarra) e Rodrigo Digão Braz (bateria) compõem o time que, junto a Manu, reverenciam a música através de nove composições próprias, dentre elas a homônima do disco, mais outra de autoria de um de seus grandes mestres, o multi-instrumentista Itiberê Zwarg. 

Trata-se de um registro fonográfico que desafia os limites impostos pelas definições redutoras de mercado, pois envolve a equação de música instrumental e canção, sem ser uma coisa nem outra. E, a partir das vastas possibilidades sonoras que essa equação encerra, finda por se tornar uma verdadeira declaração de amor para a musa do músico: a música.

Com Manu Cavalaro (voz), Salomão Soares (piano), Franco Lorenzon (contrabaixo), Fabio Leal (guitarra) e Rodrigo Digão Braz (bateria).


Entrada: R$

1° set: 21h 2° set: 22h30

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

sábado | 13_05 22h

Trio Corrente

O Trio Corrente faz dois shows especiais no JazzB apresentando o show que será realizado em sua turnê na Europa, em junho de 2017. O público paulistano confere o repertório de músicas dos 4 CDs do Trio que será apresentado na Holanda, França e Espanha. 
Trio Corrente - formado por Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (baixo) e Edu Ribeiro (bateria) - é um dos grupos de maior destaque na cena da música instrumental da atualidade. Vencedor do Grammy Latino e do Grammy Americano com o álbum “Song for Maura” com Paquito D’Rivera, em 2014, o Trio volta aos palcos do JazzB, para encerrar as atividades do ano de 2016 no Brasil antes de se apresentar em Paris ainda em dezembro em Paris no prestigioso Olympia Hall, numa noite especial de revelações do Jazz.
Em uma sequência de dois shows diferentes, o Trio apresenta repertório de seus quatro discos, além de outros temas próprios e de outros grandes compositores. 
“O Trio Corrente é um vulcão.” - Paquito D’Rivera
"Trio Corrente, é a união de três talentos extraordinários fazendo música de verdade, música do coração!"- Rosa Passos
"No baixo, o excelente Paulinho Paulelli se juntará ao baterista Edu Ribeiro e ao pianista Fabio Torres sob o nome de Trio Corrente, a melhor formação do gênero em atividade no País"- Roberto Nascimento - Estado de São Paulo
“Fabinho, Paulelli e Edu são três craques que tocam com alegria, com prazer e partilham a música generosamente. Sou fã ardorosa de vocês, meus queridos!”- Leila Pinheiro

Com Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (baixo) e Edu Ribeiro (bateria). 


Entrada: R$35

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

quinta | 18_05 21h

Luiz Mello | Concerto de aniversário | 80 anos

O renomado pianista radicado em São Paulo Luiz Mello virá com seu quarteto ao palco do JazzB, em comemoração ao seu 80º aniversário, apresentar uma série de clássicos executados com muita maestria! Essa noite estarão ao seu lado Daniel D'Alcântara (trompete), Thiago Alves (contrabaixo) e Paulinho Vicente (bateria).
Luiz atua, desde a década de 50, nas melhores casas de cidade, como Djalma's, Baiúca, Padock, Anexo, Viva Maria, Penicilina, Walter Mancini e Marinara. Fez parte do movimento Bossa-Nova gravando 2 LPs com seu conjunto da época, o Sambossa 5. Na década de 70 seu trio acompanhou os artistas do Programa Ensaio (direção de Fernando Faro), onde tocou com grandes ícones da MPB, entre eles: Dorival Caymmi, Tito Madi, Leny Andrade, Cauby Peixoto e muitos mais. Atuou com renomados artistas internacionais, tais como: Jim Hall, Ray Brown, Kenny Dorham, Freddy Cole, Carmen McRae e Lucho Gatica. Atualmente toca com músicos da nova geração de São Paulo atuando em diversas casas, como JazzB, Jazz Nos Fundos e São Cristovão Bar. 
Em janeiro de 2017 Luiz Mello participou do Festival Jazz A La Calle, em Mercedes (Uruguay), iniciando a série de apresentações em comemoração aos seus 80 anos de vida.
Com Luiz Mello (piano), Daniel D'Alcântara (trompete), Thiago Alves (contrabaixo) e Paulinho Vicente (bateria).


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

quarta | 24_05 21h

Tributo a Ella Fitzgerald por Haley Peltz e Quarteto Feiticeiro

EU PASSO O TEMPO TODO COM ELLA
Uma homenagem musical aos 100 anos da “primeira dama da canção”
Ella Fitzgerald teve uma carreira vigorosa em que gravou mais de 2000 músicas. Pioneira do scat singing, ela forjou um estilo de interpretação, incorporando a linguagem do jazz instrumental na canção popular. Após crescer durante a Grande Depressão americana, aos 22 anos Ella já liderava sua própria orquestra. Ela cresceria para se tornar uma das personalidades mais influentes da música contemporânea. Com voz e visão musical privilegiadas, Ella foi uma mulher que de acordo com qualquer padrão atingiu o inimaginável.

Haley Peltz e o Quarteto Feiticeiro - formado por Igor Pimenta (contrabaixo), Daniel Szafran (piano), Claudio Faria (trompete e flugelhorn) e Edu Nali (bateria) -, apresentarão um show de parabéns à esse fenômeno musical. Além de composições da própria Ella, o repertório consiste em canções que marcaram sua carreira escritas por outras “grandes”, tais quais Dorothy Fields, Gertrude “Ma” Rainey, Ann Ronell, Bernice Petkere; bem como por seus parceiros musicais Duke Ellington, Harold Arlen, Cole Porter, entre outros.

A homenageante, Haley Peltz, norte-americana, faz parte da nova geração de cantoras que como suas predecessoras foi positivamente influenciada pelo espírito inovador de Ella. Recentemente no Brasil, Haley foi selecionada em primeiro lugar no Concurso de Canto Popular 2016 da EMESP por Arrigo Barnabé, Paulo Braga e Breno Ruiz; ela dividiu o palco ou fez participações como coralista em shows de: André Mehmari, Vanessa Moreno, Lívia Nestrovski, Eduardo Taufic, Antônio de Padua e Lupa Santiago. Ela também estudou com Kurt Elling, Bob Stoloff, Andrea dos Guimarães, Sizão Machado e Zé Luiz Mazziotti.

Com Haley Peltz (voz), Igor Pimenta (contrabaixo), Daniel Szafran (piano), Claudio Faria (trompete e flugelhorn) e Edu Nali (bateria).




Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!