Jazz Café

Marcos Expósito Grupo apresenta ‘Ñande’

terça | 22_08 21h


latin

contemplativo

Formado por 7 músicos de 5 nacionalidades diferentes, o grupo liderado pelo contrabaixista, compositor e arranjador uruguaio radicado no Brasil Marcos Expósito apresenta o repertório presente no seu primeiro CD: ‘Ñande’, que em guarani significa ‘nós’.

O nome do disco já reflete o espírito do grupo e de suas composições de buscar e misturar referências musicais distintas, abraçando muitas culturas afro-latino americanas e também conceitos e estruturas musicais tanto do jazz como da música erudita européia.  As composições nos levam por diferentes paisagens e passeiam por ritmos distintos como Maracatu, Baião, Zamba, Candombe, Festejo, Landó, Chacarera e Cueca. Encontramos nas harmonias e nos caminhos melódicos referências a grandes compositores como Debussy, Rachmaninoff, Hermeto Pascoal, Avishai Cohen e outros. 

Marcos Expósito é formado em contrabaixo acústico pelo Conservatório de Tatuí (SP- Brasil). Aos 27 anos de idade, ele tem participado de festivais de renome como o “Jazz a la Calle” no Uruguay, o Festival de Jazz em Lima (Perú), Festival Alfredo Saint Malo no Panamá, Orquestra Juvenil do Mercosul no Chile e Festival Internacional de Circo na Palestina. Recentemente foi convidado para dar um workshop e um show na 2a edição do prestigioso “Festival Internacional de Contrabajo en Uruguay” em dezembro de 2017. Integra o grupo Melchaka, com qual lançou o disco ‘Cando Des´Loco’ em 2015 e se prepara para gravar o segundo disco no final deste ano.

Com Marcos Expósito (baixo acústico e eléctrico), Gabriel Bertoul (guitarra), Samuel Cartes (piano), Rafael Chieffi (percussão), Estéfano Lovato (percussão), Lucia Spivak (voz e percussão) e Gaston Reggio (bateria).

​​​​​​​Primeiro set: 21h 
Segundo set: 22h30

Ingresso antecipado: R$25


Ingresso na porta:R$25




Próximos Shows:

quarta | 23_08 21h

Quartier Latin

O grupo franco-brasileiro Quartier Latin traz inusitadas misturas musicais dos dois países. A empatia pela França definiu a construção do repertório - clássicos de Edith Piaf, Jacques Brel e Serge Gainsbourg se encontram com sonoridades mais contemporâneas de Paris, como Zaz, Camille e Stromae, em arranjos com um tempero latino. Enquanto isso, o forró de Dominguinhos e o samba-rock de Simonal se juntam a versões francesas de Chico Buarque e Mutantes. 

Formado por Julia King (voz), Daniel Doctors (contrabaixo e ukulele), Rodrigo Scarcello (teclado e acordeom) e Camilo Zorilla (voz e bateria), o grupo teve início em 2015 do encontro de um músico franco-chileno com uma cantora baiana que moraram muitos anos na França. O quarteto se consolidou com a entrada do baixista e do pianista que aderiram com entusiasmo à proposta com arranjos que fizeram da Quartier Latin a mistura sonora que a caracteriza. 

A banda oferece uma viagem inusitada por ritmos de diversas origens e épocas e transita entre clássicos da chanson, jazz, manouche, bossa, pop, tango, bolero, samba rock, afoxé e reggae criando uma experiência sonora rica e vibrante. A música brasileira se funde às sonoridades francesas com a presença marcante do acordeom e um coro de vozes em diversos arranjos. A Quartier Latin traz à cena musical o eclético repertório da música francesa e da música do mundo em francês, além de inusitadas misturas franco-brasileiras. 

Com Julia King (voz), Daniel Doctors (contrabaixo e ukulele), Rodrigo Scarcello (teclado e acordeom) e Camilo Zorilla (voz e bateria).

​​​​​​​​​​​​​​Primeiro set: 21h
Segundo set: 22h30


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

sexta | 25_08 22h

Tributo a Wayne Shorter por Marcelo Coelho Quinteto

Em comemoração ao 84° aniversário do grande saxofonista Wayne Shorter, convidamos um dos mais interessantes saxofonistas brasileiro da atualidade, Marcelo Coelho, para apresentar um tributo ao mestre! 

Marcelo estará na companhia de Sidmar Vieira (trompete), Leandro Cabral (piano), Carlos Ribeiro (contrabaixo) e Vitor Cabral (bateria). O repertório contará com clássicos como ‘Footprints’, ‘Speak no evil’, ‘Yes and no’ e ‘Night Dreamer’. Wayne Shorter nasceu em Newark, New Jersey, em 1933. 

Em 1964, Miles Davis convidou Wayne para uma turnê juntamente com Herbie Hancock (piano), Tony Williams (bateria) e Ron Carter (contrabaixo). O grupo permaneceu em atividade por 6 anos e juntos gravaram vários álbuns. 

Simultaneamente ao trabalho com Miles Davis Quintet, Wayne gravou muitos álbuns pela Blue Note Records, com uma variedade de formações, quartetos e grupos maiores, e quase que exclusivamente apenas as suas próprias composições. 

Em 1970, Shorter formou o grupo de jazz-fusion Weather Report com o tecladista Joe Zawinul. O grupo se desfez em 1985 depois de 16 aclamados álbuns, sendo que ‘8:30’ foi vencedor do Grammy. Shorter formou seu próprio grupo em 1986 e produziu uma série de álbuns de jazz elétricos pelo selo Columbia. 

Em 1995, Shorter lançou o álbum ‘High Life’, sua primeira gravação solo durante sete anos. Wayne Shorter iria trabalhar com Hancock novamente em 1997, com a gravação do muito aclamado e marcante álbum ‘1 + 1’ . O duo continua a se apresentar em vários palcos do mundo. Estiveram em São Paulo, numa apresentação memorável, em 2016. 

Wayne foi vencedor de vários prêmios Grammys ao longo de sua carreira e, em 1998, recebeu pela faculdade Berklee College of Music (Boston) o título de doutor Honoris Causa em Música. 

Em 2001 Wayne começou a excursionar como o líder de uma formação jovem e muito talentosa com o pianista Danilo Perez, o baixista John Patitucci e o baterista Brian Blade, cada um com um trabalho próprio de grande destaque no cenário do jazz. 

Com Marcelo Coelho (saxofones), Sidmar Vieira (trompete), Leandro Cabral (piano), Carlos Ribeiro (contrabaixo) e Vitor Cabral (bateria).

​​​​​​​Primeiro set: 22h 
Segundo set: 23h45


Entrada: R$35

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

sábado | 26_08 12h30

JazzBB | New Orleans Jazz Band

Um brunch para famílias com bebês e crianças pequenas ao som de um jazz de primeira! Na casa, toda a infraestrutura para receber os pequenos ouvintes: show com volume reduzido, banheiro com trocador, tapetes no chão e muito mais. Traga seu filhote para degustar boa música desde cedo!

Nesta tarde de música para toda a família, o JazzBB apresenta New Orleans Jazz Band, grupo que traz, em clima animado, a tradição do jazz!

New Orleans Jazz Band toca, há 51 anos, o autêntico jazz tradicional e dançante, tal qual o surgido no início dos anos 1900 em Nova Orleans. É um dos pouquíssimos grupos do gênero existentes no Brasil, e seu talento e fidelidade ao estilo musical são reconhecidos por todo o país e até mesmo no berço do jazz, os EUA.

Além da música bem executada, a diversão está sempre presente nos shows. Os músicos costumam sair do palco e passear entre os convidados, tocando para eles. Com a platéia infantil os shows viram uma grande festa em que os pequenos se envolvem com a música e com os instrumentos musicais.

Com Guilherme Americano (clarinete), Marcelo Troni (cornet), Márcio Rafael (trombone),Gabriel Gentile (banjo). Daniel Grisanti (contrabaixo), Uirá Moreira (bateria) e Alexandre Hage (piano).

Horários
Abertura da casa: 12h 
Duas entradas: 12h30 às 13h15 e das 14h30 às 15h15.
Entrada: R$25 (a partir de 16 anos), R$ 12,50 (11 a 15 anos), entrada franca (até 10 anos).

Opção de Menu ou de buffet (que é servido das 12h às 16h)
Buffet: R$ 45 (adultos a partir de 16 anos, de 7 a 15 anos paga R$ 20)
Crianças até 7 anos de idade: gratuito tanto show quanto buffet.

​​​​​​​


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

sábado | 26_08 22h

Ricardo Grilli Quinteto | Lançamento do CD "1954"

O guitarrista de jazz que vive em Nova York, Ricardo Grilli é um dos guitarristas mais talentosos da nova geração, figurando alto nas listas melhores do Jazz da NPR (EUA) e Jazz Station. De passagem pelo Brasil ele  retorna ao JazzB para lançar seu segundo álbum:’1954’, ao lado de Vitor Alcântara (saxofone), Gustavo Bugni (piano), Sidiel Vieira (contrabaixo) e Daniel De Paula (bateria).

O disco ‘1954’ tem recebido elogios da crítica, incluindo matérias no The New York Times, Downbeat, Jazz Times, Jazz Podium (Alemanha), Jazz Life (Japão) e All About Jazz. Trazendo influências do passado, do presente e do cosmos, ‘1954’ apresenta 9 composições originais destacando a guitarra e estilo de composição contemporâneos de Ricardo.

Em 2013, Ricardo lançou seu álbum de estreia, "If On A Winter's Night A Traveler" e foi convidado a se juntar ao selo japonês Core Port, juntamente com artistas como Ben Wendel, Rebecca Martin, Joyce Moreno.

Nascido em São Paulo em 1985, Ricardo Grilli vem de uma família musical, frequentou a Berklee College Of Music, onde se formou Summa Cum Laude entre os melhores guitarristas da escola. Se mudou para Nova York, onde fez Mestrado em Jazz Studies na Universidade de Nova York. Ele endossa Port City Amps e Tyler Amps.

Já se apresentou nos clubes como Blue Note, Iridium, Smalls Jazz Club, Cornelia Street Cafe, Scullers Jazz Club, entre outros e ao lado de músicos como Chris Potter, Mark Turner, Chris Cheek, Aaron, Parks, Joe Martin, Eric Harland, Jon Cowherd e Will Vinson.

Com Ricardo Grilli (guitarra e composições), Vitor Alcântara (saxofone), Gustavo Bugni (piano), Sidiel Vieira (contrabaixo) e Daniel De Paula (bateria).

Primeiro set: 22h 
Segundo set: 23h45

​​​​​​​




Entrada: R$35

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

terça | 29_08 21h

Aniel y el Quilombo

O quinteto liderado pelo contrabaixista cubano Aniel Someillan traz repertório autoral e versões de clássicos cubanos com influências do jazz e do folclore afro-cubano e brasileiro. O pianista Yaniel Matos, o guitarrista Fabio Leal, o percussionista Eduardo Espassande também integram a banda. E nesta apresentação o grupo será acompanhado por Rodrigo Braz dos Santos na bateria.

O grupo traz em seu DNA uma veia inovadora ao apresentar um repertório singular, rico em nuances, sonoridades e ritmos, misturando de forma inédita ritmos afro-cubanos, brasileiros à elementos da música europeia e às novas tendências do jazz moderno, resultando numa estética contemporânea do ponto de vista harmônico, melódico e rítmico. 

Aniel Someillan formou-se em Artes e Música no renomado conservatório Amadeo Roldán, em Havana, e é radicado no Brasil desde 2014. Em 2003 ganhou primeiro lugar no Concurso JoJazz. Construiu uma carreira internacional tocando baixo acústico e elétrico nos Emirados Árabes, América Central e, atualmente, no Brasil. 

Compositor e arranjador, já colaborou com artistas como Giovanni Hidalgo, Pepe Cisneiros, Dona Inhá, Felipe Lamoglia, Jorge Ceruto, Joaquín Betancourt, Yaniel Matos, Cuca Teixeira, Eduardo Espassande, Ricardo Castellanos, Alejandro Aviles, Nailor Azevedo (Proveta), Bobbie Carcasés, Roberto Carcasés, Yasek Manzano, Orquestra Jovem Tom Jobim, Ballet Espanhol De Cuba. Além disso, ministra aulas particulares e workshops de teoria musical, jazz, latin jazz, música afro-cubana e caribenha. 

Atualmente trabalha como professor no Sindicato dos Músicos no Estado de São Paulo (SINDMUSP) e em Projetos como: Cuba Quarteto, Quarteto Cuba libre, Adrian Alvarado Flamenco-Jazz e Zeu Britto.

Com Aniel Someillan (baixo elétrico e acústico); Yaniel Matos (piano); Fabio Leal (guitarra), Rodrigo Braz dos Santos (bateria), Eduardo Espassande (percussão).

​​​​​​​


Entrada: R$25

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!

quinta | 31_08 21h

Ramon Montagner Quinteto

Em seu quarto trabalho instrumental o versátil baterista Ramon Montagner, que já trabalhou com Johnny Alf e Luiza Possi, retorna às origens estilísticas de seus primeiros CDs e realiza com seu quinteto temas instrumentais de música brasileira com influências jazzísticas. 

Na co-produção com o pianista/acordeonista Guilherme RIbeiro, Ramon reafirma sua linguagem percussiva na bateria com o set up único, também denominado por ele de ‘cajonteria’. O quinteto ainda conta com Rubinho Antunes, Cássio Ferreira e Rui Barossi. No repertório, temas de Ramon, de Guilherme Ribeiro e Rubinho Antunes. 

Ramon iniciou seus estudos aos 12 anos. De 1992 a 2006 acompanhou o cantor e compositor Johnny Alf. Seu Primeiro CD solo, ‘Boyya’ (Mix House) conta com participações de Hermeto Paschoal, Mané Silveira, Sizão Machado entre outros. Em 2003 lançou ao lado de Gilberto de Syllos o livro “Bateria e Contrabaixo na Música Brasileira“ pela Editora Lumiar, e recentemente relançado pela Editora Irmãos Vitale.  Em 2006 lançou seu segundo ‘Sambasó’ e em 2012 o terceiro: ‘Atemporal’. Dentre seus trabalhos instrumentais estão São Paulo Ska Jazz, Michel Limma Trio, Rogério Rochlitz Quarteto e vem acompanhando cantoras como Luiza Possi e Virgínia Rosa.

Com Ramon Montagner (bateria), Guilherme Ribeiro (piano e acordeon), Rubinho Antunes (trompete), Cássio Ferreira (saxofone) e Rui Barossi (contrabaixo).

​​​​​​​Primeiro set: 21h
Segundo set: 22h30


Entrada: R$35

Lista: com nome na lista os primeiros 15 clientes a chegarem ganham uma cerveja long neck!